Chinês ateia fogo ao próprio corpo para protestar contra demolição

Na semana passada, um homem de 58 anos de idade, morador de Zhuzhou, na província de Hunan, ateou fogo ao próprio corpo para protestar contra a demolição da sua casa.

Aqui na China é assim: o governo decide que a casa vai ser demolida e dá um prazo para os moradores saírem. Quando a equipe de demolição chegar, é bom não ter ninguém em casa, senão vai junto com os destroços. Muita gente recebe uma boa grana de indenização, suficiente para comprar um apartamento maior e melhor localizado. Mas, por problemas políticos que o brasileiro conhece muito bem, alguns nem chegam a receber esse dinheiro ou ganham muito menos do que o esperado.

A moda pegou, e muitos chineses estão encontrando meios de protestar contra a demolição obrigatória de suas casas. Esse não é o primeiro caso de auto-mutilação, e provavelmente não será o último, protagonizado por algum chinês na esperança de ver sua casa de pé ou de receber mais dinheiro.

Aqui segue o vídeo do Youku que mostra toda a cena. A introdução do apresentador é curta, apenas 20 segundos.

Para quem não tem a internet bloqueada, aqui segue a versão do Youtube.

Segundo o médico que atendeu o homem, ele deve ficar em estado vegetativo.

Comentários encerrados para este post