“Existem três formas de ler o livro Amante na China”

Existem três formas de se ler o livro do Amante na China:

A primeira é uma divertida excursão turística, onde acompanhamos as diversas roubadas que um estrangeiro passa na China. Conhecemos os pontos turísticos e várias regiões magníficas!

A segunda é um incrível roteiro cultural, onde observamos um choque entre civilizações acontecendo cotidianamente. Richard é o nosso ponto de vista privilegiado neste hilariante combate entre culturas.

A terceira é um emocionante diário da maior transformação que o mundo contemporâneo conheceu: como a China maoísta e rural recebe o capitalismo industrial; como um país socialista convive com leis de mercado e o consumismo.

O leitor atento logo perceberá que somente um amante da vida pode trazer-nos tantas contradições de forma tão bem-humorada.

Emanuel Castro, diretor de novas mídias da TV Globo.

Comentários (1)

 

  1. Jorge Akira says:

    Quero ler esse livro.