Guia do Amante na China

Quer vir pra China mas tá meio perdido?
Tá procurando no orkut as comunidades de brasileiros que moram por aqui, mas nem sempre tem a resposta que procura?
Quer uma luz, pra saber o quanto trazer de roupa e dinheiro?
Quer estudar chinês, mas não sabe onde?
Vem a passeio mas não sabe quais lugares visitar?

O Amante te ajuda. Divirta-se e aproveite bem as dicas.

*********************************************

Clima

O clima em Pequim é seco demais, quase nunca chove e venta muito. Logo que você chega, a garganta seca e os olhos ardem, reflexo dessa mistura de clima e poluição. Por conta disso, é comum ver pessoas andando nas ruas com garrafas d’água ou chá.

No inverno (final de novembro, a início de março) a temperatura baixa de -10ºC e no verão (meio de junho a setembro) fica acima dos 30ºC. Fevereiro é a época mais fria, e agosto a mais quente. No resto do ano a temperatura é mais agradável. Na primavera, estação de ventos, que levam polém e areia, as doenças respiratórias se multiplicam.

Não espere contar com a presença constante do sol, ele quase sempre fica escondido atrás da neblina (ou será poluição???). Não se esqueça do hidratante. E também não esqueça de comprar um umidificador, que deixa o ambiente mais agradável.

Posts sobre o assunto:

Nem todos dos dias são feios…

Neve em Beijing

Neve II

Esquiando sem neve

Esquiando em Beijing II

*********************************************

Transporte

Há várias maneiras de se locomover em Beijing: a pé, de bicicleta, ônibus, metrô ou táxi.
Em qualquer uma delas, é bom usar o mapa, pra não se perder ou ser logrado.
No início da manhã, até 9h, ou no final da tarde, até 18h30, os ônibus e trens ficam sobrecarregados. Já o trânsito nas ruas e avenidas fica “engarrafado” até um pouco mais tarde, 19h30, 20h.

Em cada ponto de ônibus há uma placa mostrando o itinerário de todas as linhas que param ali, em chinês. E os ônibus param em todos os pontos indicados. Não adianta procurar a cordinha e nem esticar o braço. Você paga na hora que entra. O valor depende de quantos pontos vai percorrer, mas geralmente sai por ¥ 1.

O metrô não é muito bem distribuído, mas as linhas estão em expansão e o sistema deve melhor até o final de 2009. Você paga ¥2 e pode andar em todas as linhas.

Se for ficar mais tempo aqui, vale a pena comprar o cartão eletrônico. No metrô ele só serve pra evitar as filas dos tíquetes, mas nos ônibus a passagem fica em ¥ 0,40.

Aqui você consegue o mapa da cidade, com as linhas de metrô.

Posts sobre esse assunto:

Metrô

Ônibus

Mapas

Táxi

Táxi II

*********************************************

A Moeda

A moeda na China é o Renminbi (人民币), que significa “dinheiro do povo”.
A unidade do Renminbi é o Yuan (元), popularmente chamado de Kuai (块).
Os preços aparecem nas etiquetas assim: ¥30 / 30元 / 30RMB.

Ah, e é muito fácil encontrar dinheiro falso. Fique atento quando receber notas de 50 e 100, procure saber como diferenciar uma nota verdadeira. E, se pegar uma falsa, não tenha pudor, faça como todo mundo e passe adiante

Trocar moeda estrangeira é simples, basta levar o passaporte. Pode ser feito em qualquer agência bancária, mas nem sempre é possível encontrar um funcionário que fale inglês. Traveler cheque é mais difícil trocar, nem todas agências aceitam.
Hoje em dia é melhor trazer Euros, ou Pounds, que não têm desvalorizado tanto quanto o dólar.

Posts sobre o assunto:

Dinheiro falso

*********************************************

Cartões de Crédito

Poucos são os lugares que aceitam cartões de crédito, e os que aceitam ainda cobram uma taxa de 4%. Por isso é sempre bom andar com dinheiro no bolso, muito dinheiro. E você precisa estar com o seu passaporte. Em alguns lugares uma cópia tá legal.

Em qualquer lugar da cidade, porém, você vai encontrar caixas de auto-atendimento (ATM) onde você pode fazer saques na moeda local. Mas não esqueça de conferir os limites de saque com a sua operadora no Brasil.

*********************************************

Companhias Aéreas

São várias as companhias aéreas que fazem o trajeto até a China, mas a única que tem vôo direto é a AirChina, que faz escala rápida em Madri. O serviço deles, porém, deixa a desejar. A Emirates está com preços bons e excelente atendimento. Mas você fica, pelo menos, sete horas no aeroporto de Dubai.

Vale consultar outras companhias: British, KLM, Air France…

Na alta estação, a passagem sai em média por U$ 2000. Na baixa, sai por cerca de U$ 1400.

*********************************************

Visto

Conseguir o visto é relativemente fácil, só um pouco chato. No site do da embaixada da China no Brasil você encontra as informações necessárias.

*********************************************

Estudar Chinês

Aqui nesse site você consegue as informações sobre as universidades que aceitam estrangeiros na China, bolsas, etc.

Pra estudar a língua, você pode escolher uma universidade ou optar por pequenas escolas que são espalhadas pela cidade. Pra fazer curso superior, ou pós-graduação, você pode escolher cursos em inglês, ou em chinês. Mas pra fazer em chinês você precisa ter nível 6 no HSK, que é o teste oficial de proficiência da língua chinesa. Pelo menos dois anos de estudo “in loco” pra obter esse nível.

Você pode morar dentro da universidade, em alojamentos. Alugar apartamento perto da escola é fácil. Se for pra dividir com alguém que já tem o apê, é mais fácil ainda.

Normalmente você paga um mês de aluguel como depósito, e mais três meses de aluguel adiantado. Burocracia quase zero. O ideal é, na chegada, pegar um alojamento por um mês, tempo mais que suficiente pra arranjar um bom lugar pra morar. Há agências que procuram o apê pra você, mas cobram pra fazer o serviço, em média, o valor de um mês do aluguel.

Prepare-se pra estudar de verdade. As universidades, principalmente, acreditam que você deve estudar quatro horas por dia em casa, além das quatro horas que você passa em sala de aula.

Posts sobre o assunto:

Estudando Chinês

Aula de Chinês

Comente